Site de Poesias

Menu

MÃE

 

Mãe, 

Um baú de sangue órgãos hormônios

Uma casa de outra vida

Doadora de cuidados amor proteção infinita

Uma redoma à provas de bala

Um escudo contra as menores possibilidades

Um ar coração fora do corpo

Uma eterna mistura de sentimentos  posses maestria

Um confecionario armazenando tudo que sabe sem a gente contar

Uma policial nutricionista estilista

Uma deusa intercessora anjo celestial

É tudo em uma só

É razão sem noção por intuição

Já nasce sabendo fazendo sem manual de instrução

Uma lanterna a guiar sempre e sempre direta ou indiretamente

O amor que jamais será comparado o verdadeiro o sublime

Esse poema não tem "e" também não tem "," nem terá "." Porque nada é separado pra ela tudo é contínuo sem barreiras sem porventura sem talvez

Compartilhar

23/09/18

Karine Adriene
07/07/2020

  • 0 comentários
  • 15 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados