Site de Poesias

Menu

SEMENTES

Uma semente me fez

Não sabia, não quis

Conscientemente talvez,

Mas cresci uma flor de Liz.

 

Outras sementes gerei,

Quando estava para morrer

As mais lindas que jamais verei,

Reguei para vê-las crescer.

 

O adubo mais fértil, o amor

Misturado com doses generosas de água

Lágrimas de alegria e dor,

Fazem desenvolver as flores geradas.

 

Num lago obscuro e frio

Vi crescer pétalas imaculadas,

A tristeza sumiu,

Dando espaço para as mais amadas.

 

Essas sementes que floresceram

Me salvaram do breu

Enfeitei meu jardim mas também o seu, percebam!

Fiz eles pro mundo, mas sempre serão meus!!!

Compartilhar

Como descrever um amor tão puro quanto dos filhos? Antes deles somos um, depois deles não sabemos mais! Dois corações batendo em seu corpo. É inenarrável!

Karine Adriene
30/06/2020

  • 0 comentários
  • 28 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados