Site de Poesias

Menu

AS VOLTAS DO MUNDO

AS VOLTAS DO MUNDO

O choro incontido no desespero sofrido
A dor do moribundo no último segundo
O gozo proferido no apogeu consentido
Tudo se move com as voltas do mundo

A mágoa marcada na moça apaixonada
O clima furibundo grafado no submundo
A felicidade adornada na face iluminada
Tudo se move com as voltas do mundo

A vil ingratidão pela ausência do perdão
O agrado profundo no agir mais fecundo
A saudade à razão do amor e da paixão
Tudo se move com as voltas do mundo

O operário cansado, todo dia explorado
A fome do vagabundo que ronda imundo
O segredo sagrado falado pro namorado
Tudo se move com as voltas do mundo

Marco Antônio Abreu Florentino

¨Toda dor vem do desejo de não sentirmos dor¨ (Pensamento budista - Shopenhauer)
¨A felicidade é a finalidade das ações humanas¨ (Aristóteles)
¨Tudo flui¨ (Heráclito) - Síntese da ideia de um mundo em movimento perpétuo

Então, minha pretensão no poema foi passar a ideia de que nem o sofrimento e a dor e nem a felicidade e alegria são permanentes. São circunstâncias que se alteram conforme as voltas que o mundo dá.

https://youtu.be/CwIxn6N6dTA

(Quando o Sol Bater na Janela do Seu Quarto - Legião Urbana)

Compartilhar
Marco Antônio Abreu Florentino
23/06/2020