Site de Poesias

Menu

Campo Largo

*Campo Largo, 150 anos*
 Por:  _Alexandre Cezar Fh_🎩


Aqui não é onde sou nascido.
Não foi aqui que fui criado...

Mas não  posso deixar passar em branco.
Tenho algo para te contar,
espero ser breve.
Tenho 23 e vou contar sobre 150 anos de história.

História essa que existe graças a um lugar.
Lugar que hoje posso chamar de lar.
Lar que graças a esse Campo Largo, vasto de oportunidades, posso por arroz e feijão na mesa da minha família.
Família que graças a esse Campo Largo ela se estendeu para além de laços sanguíneos, mostrando que mesmo em um tempo de loucura e tristeza a vida pode ser muito boa!

Se eu estou na capital do Estado, grave esse número:
277
E no meu rosto já ponho um sorriso Largo!
Largo igual ao Campo.
277 é o caminho para onde onde encontrei pessoas que posso chamar de amigos de verdade, pessoas que por conta de sua boa educação, rica em cultura e arte, podem mostrar, uma Campo Largo bela muito além de porcelanas, cerâmicas e louças.

Verdade,
Campo Largo é tudo isso
e mais um pouco.
Tem ouro e erva-mate.

Campo Largo é uma cidade multicultural:
portugueses, espanhóis,
italianos, russos, ingleses,
suíços e franceses.
Brasileiros legítimos: Índios!
E a resistência africana,
meu povo ancestral!

Sim, Campo Largo é Multicultural.
Desde muito tempo
lá em algum ano de 1800
no Quilombo Palmital dos pretos.
Meu povo vem contribuindo
 com  sabedoria para essa história.

Hoje contada em Livros,
como os 45% e os 55
da população são uma cidade
que deixa marcas de seus bons atos.
Nunca deixou rastros,
pois sua marca, Campo Largo,
é a honra e a glória.

Isso é o que podemos
chamar de vitória.
Campo Largo diz:
"durmo em paz com tudo que faço e falo."

Campo Largo, 150 anos!
Você é jovem, não mais que nós.
Você é livre, está imortalizada em Livros,
com o seu presente respeitando,
caminhando de mãos dadas com o passado...
Para o futuro!

Campo Largo, 150 anos!
Vocé jovem, linda!
Cheia de belezas para mostrar.
Como uma debutante indo
ao baile, sempre radiante,
uma verdadeira princesa.


Gentil!
Nobre!
Virtuosa!
Sábia!
Acolhedora!
Carinhosa!

Você tem 150 anos,
eu tenho 23, e nós dois temos tantas histórias...

você muito mais que eu.
Sento àquela mesa junto
das minhas famílias
a de sangue e que foi com o tempo adquirida.
Nessa mesa todas as suas histórias serão ouvidas.

Tem sido um tempo meio triste,
pois no seu aniversário não podemos comemorar com visitas.
Mas, de forma sesquicentenária, sua arte e cultura por meio de livros ao seu respeito
vão ao meu coração alegrar.


Não é aqui que sou nascido.
Não foi aqui que fui criado.
Mas, aqui fui acolhido
e espero que quando eu tiver a sua idade,
Campo Largo  seja o lugar que a história conte que eu tenha vivido.

Sua marca vai além da cultura,
culinária, artes e artesanatos.
Sua marca está para além de baixo das louças.

Seu nome está em nossos
corações marcados.
Em documentos oficiais
seu nome constitui
minha sequência da vida e meu legado.

Sem mais delongas,


Obrigado por existir,

Campo Largo.


@alexandre.cezarfh

@prosasalexandrinas

Compartilhar

Curitiba

Alexandre Cezar Fh
15/06/2020