Site de Poesias

Menu

LAMENTO


(De repente olhei para o céu e vi a linda lua clara da janela de meu quarto, foi como se meu coração falasse, diga alguma coisa, desabafe...)
 
Lua, lua
quem me dera
morar aí em sua rua
 
Porque aqui
Na terra
as ruas...
 
As ruas
não são mais seguras
se não bastasse a maldade
 
Agora temos
um vírus invisível
que nos contamina
 
A nossa chance
contra ele, é mínima
corremos sempre o risco...
 
De perder quem amamos
de perder até mesmo
a nossa própria
vida.
 
_Pedro A. D. Moraes_
31/05/2020 Domingo
22 h 07 min

Compartilhar
Pedro A. D. Moraes
01/06/2020

  • 0 comentários
  • 24 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados