Site de Poesias

Menu

Intangíveis utopias possíveis

Ego ou ignorância, o que tem matado os homens?
O medo é a doença alimentada pela ignorância que bestializa e imobiliza a consciência humana.
A paz está escondida no caos, e o fluxo da desordem se oculta dentro de nós.
O fim do agora é a possibilidade do início de um novo fim.
Tudo mudou, o planeta parou, o mundo se mobilizou, o universo conspirou, o homem se conscientizou, a natureza se purificou, e o céu nos abençoou.
Quando ninguém tiver nada, todos terão tudo!
No dia que ninguém viajar pra fora, todos viajarão para dentro...
A vida se concretiza a partir das utopias, o intangível atua constantemente, promovendo a ética e a ordem universal.

 
Com o coração cheio de esperança, e confiante no amor que sustenta os homens, não hesito em dizer: Te amo humanidade!

Compartilhar
Dhiogo J. Caetano
31/05/2020