Site de Poesias

Menu

Ledo labor


Vou persistir no ledo labor
De esmiuçar a minha memória
Para que, feito feliz beija-flor,
Me leve aonde você mora.
 
Meus olhos veem o trajeto,
Inclusive as caricaturas dos muros,
Mas no labirinto do cérebro
Não acho o nome do logradouro.
 
Meus sentidos exalam a essência,
Nas alamedas, de orvalhadas flores,
Que me levam à tua afável presença,
Enquanto aspiro a teus amores.

Compartilhar
Cid Rodrigues Rubelita
10/05/2020