Site de Poesias

Menu

Liguei para Deus, Ele não atendeu, deixei um recado. (Lamento 05)


(Texto escrito durante a fila para pegar o auxílio do Governo)



Deus...


Bom, oi. Me perdoe por isso, não consigo mais orar daquele jeito que mamãe ensinou. Primeiro exaltar, depois agradecer por último pedir alguma coisa. Caramba, faz muito tempo que a gente não conversa. Confesso que me sinto um idiota, eu ligo e você não atende, quando atende não fala nem "alô". É, aqui estou eu falando sozinho de novo. Esse seu jeito de ser me incomoda! - E não é pouca coisa! - Mas, também acredito que se minha vontade fosse feita não mudaria muita coisa.


Será que você pode mandar pelo menos um sinal? Qualquer coisa... Ah, sei lá cara, faz alguma coisa flutuar aqui dentro. Olha, Deus, tô te mandando a real porque nem sei no que acredito mais, comecei a reler o seu livro, tido o que fazia não faz mais sentido. Estou tendo um olhar tão frio e lógico para tudo. Há uma parte de Joel que é recitada no novo testamento, não passa de um eclipse. Não, quero entrar nisso...


Deus, estou deixando esse recado para o senhor porque não me atendeu. Mas, eu também tenho ligado tão pouco... Essas porcarias de internet, querer ser rico, os próprios dons que o Senhor me deu... Nunca pensei que a música e a poesia pudessem afundar cada vez mais minha vida. O senhor me deu uma sabedoria imensurável, para que tanta inteligência, para ser incompreendido por aqueles que se intitulam seus filhos? Vou ter que aceitar ser taxado de maluco por mais quantos dias dessa miserável vida? 7, 70, 700 ou 70 mil?


Acho que você tem nada haver com isso. Deve estar muito ocupado protegendo e libertando quem precisa. Mas, só para te avisar: cada dia que passa estou acreditando menos. Cada corpo que atravesso estou ficando mais frio. Queria terminar a mensagem sem falar disso, esse vício! Os desejos estão aumentando e ficando mais bizarros, as sensações, elas estão diminuindo. O amor sucumbindo. Eu não quero parecer, mas, pensar e lutar, viver, para morrer e viver uma vida eterna me consumindo... Onde que eu estava? Ah, acho que você tem nada haver com isso. Não sei se quero essa vida. Essa que tenho que te agradecer por ter. Se não é rico, se morre tentando, se consegue, morre porque ficou... Quero não... Quero! Não! Quero... Não...


Já li seu livro mais de uma dúzia de vezes, nada tem feito sentido. Eu não sei ser feliz! Pelo menos não por mais de um momento. Eu já disse em um outro tempo que gostaria de ter sido você. Me desculpa pelo excesso de sinceridade, mas, mentiroso, isso eu não aceito ser.


Me responde!!!
Só uma vez!!



Esse papo vai dar em nada. Como sempre: só eu falei. Vamos negociar, que tal, você deixa eu ver meu destino?! Se não for bom, já vamos resolver isso aqui e agora. Tem tanta gente querendo viver. Dê minha vida para quem quer. Olha, eu sou doador de órgãos, meu corpo está perfeito, dê as partes boas para quem quer viver. Mas, oh, não pode ser para essa gente que não suporto, essa gente que acho que merece morrer.



Estou falando contigo, nem sei mais no que e se acredito. Eu não vou me matar. Pelo menos nao diretamente. Estou pensando em bancar o herói em um assalto ou algo assim. As pessoas não te amam. Ok, não posso e não vou generalizar, algumas, quase todo mundo tá bargannhando, gente com medo do inferno, pedindo um cargo aí no céu, nem que seja para ficar na limpeza.


Medo do inferno... Olha, eu tenho um pouquinho... Entre viver cantando para sempre, vestido de branco, igual a todo mundo, deve ser menos pior que viver queimando, vivendo e revivendo depois de morto a mesma coisa todo dia. Não preciso dizer o que prefiro, embora, sei o que mereço. Comer uma lata de bosta por dia, abrir mão de 600,00 reais, seja lá para onde for acaba com minha vida de uma vez.


Mas, antes, deixa eu saber tudo.
Deixa eu entender tudo!



Quer saber, deixa pra lá,
acaba logo com minha vida.
Mas, com uma condição,
tem pelo menos um continente em entrelinhas fazendo essa mesma oração.



Acaba logo com minha vida.
A condição:
me dê preferencial.
Detesto pegar fila.



@alexandre.cezar.fh 

Compartilhar

Curitiba - Pr

Alexandre Cezar Fh
25/04/2020