Site de Poesias

Menu

A PANDEMIA

 

A PANDEMIA

Ialmar Pio Schneider

 
E o espanto por si nos deixa boquiabertos em frente ao mistério. Enigma que se não decifra sem meios capazes de elucidá-lo. Vive-se um dia após o outro por força do milagre da criação Divina de que somos acometidos. O Resto é Silêncio, como escreveu nosso maior mestre do romance gaúcho Érico Veríssimo, não obstante contarmos com o consagrado Moacyr Scliar, da Academia Brasileira de Letras. Também me vem à memória o grande Dyonélio Machado, autor de Os Ratos e do O Louco do Cati, não deixando de lado Tabajara Ruas, autor de Os Varões Assinalados, e outros mais.
E lembre-se:
Gratidão aos abnegados profissionais que nos prestam serviços especiais e essenciais! Oremos por todos eles! Que Deus os proteja! Quanto a nós, façamos nossa parte: fiquemos em casa e rezemos!


Compartilhar
Ialmar Pio
24/04/2020