Site de Poesias

Menu

VIÇO


 
 
O viço da saudade é volúpia
Que arde o coração de amor,
O viço da solidão é o desejo
Que queima do prazer, o cio.
 
O viço do carinho é chamego
Que mexe e remexe no tesão
O assédio que cultiva no beijo
A sanha dum libido em brasa.
 
No viço do orgasmo a entrega
Clama do fogaréu que explode
A centelha que alicia a paixão.
 
O viço é a ternura que imprime
A sedução que diviniza o ardor
E deixa sobre os lençóis, cinza.
 
 
DE  Ivan de Oliveira Melo

Compartilhar
Ivan de Oliveira Melo
24/03/2020