Meu eu poeta

Quando estou aqui a falar

Minha alma parece acalmar

Tudo que se afugenta e me adoece

Se alinha e adormece

Me mostro forte e serena

Com a consciência plena

Todo o meu sentimento se mostra presente

Deixando o meu ser leve e contente

Tenho em mim minha fortaleza

E uma vida de rara beleza

Tenho sim

Amor sem fim

Uma vida concreta

De uma simples poeta.

Michelle Inês e Silva
© Todos os direitos reservados