Site de Poesias

Menu

Como sair da caverna

A beleza;

a luz;

a calma.

Viva o presente, a calma do presente.

Não olhe, veja. Compreenda e sinta.

Não corra, caminhe. Aprecie e viva.

Você aprecia tudo e vive intensamente quando compreende, desde as coisas mais simples até as mais estrondosas.

E depois se dará conta quando puder enxergar o dia, a noite, a natureza e as estrelas.

Todos, a vida, bela como ela é.

Compartilhar
Nicole Dória
17/03/2020