Site de Poesias

Menu

Deus e o Diabo lutando por mim III

Hoje estou consciente de tudo que aconteceu,
andava sempre na dúvida desconhecendo o próprio eu.
Vivia um grande conflito, do certo e do errado me nutria,
mas não entendia o resultado daquilo que eu fazia.
Queria fazer o bem, mas uma dificuldade encontrava
e o mal que eu não queria, facilmente fazia.
Uma grande insatisfação o meu ser envolvia
e por mais que eu me esforçasse nada compreendia.
Perdida em mil pensamentos a minha alma estava,
fazia voos rasantes, mas nenhuma certeza encontrava.
Perambulei em labirintos segui por indecifráveis caminhos,
caminhei com a multidão, mas sempre me achava sozinho.
Nada compreendia e nem era compreendido,
buscava as coisas de adulto, mas me sentia um menino.
Pensei que era forte, mas a razão me enganava,
fugia dos braços da morte que sempre me acompanhava.
Lutei desesperado por muitos anos a fio,
contra um inimigo invisível que do meu interior guerreava.
Enquanto Deus e o Diabo o meu ser disputavam
lhes lancei um desafio, queria entender a disputa,
qual a razão dessa luta em qual dos dois eu confio?
Conhecereis então a verdade, disse-me o Criador
e ela vos dará libertação. É mentira disse-me o Tentador,
tudo é uma invenção, obra de ficção, falta de imaginação,
vou te dar uma explicação, uma visão
e com essas palavras me enganou.
Vou abrir a sua mente e por nela a sensação
de que tudo podes fazer, vou tornar-te grande,
independente, tal qual esse Criador.
E como um sonho encantado o meu mundo mudou,
decidi ser o certo o que ele me mostrou,
percorri belos caminhos, tudo muito encantador,
mas depois de pouco tempo a mais bela flor murchou.
No jardim não mais estava, a doce voz não mais ouvia,
e por mais que eu caminhasse, sozinho me perdia.
Atolei-me no lamaçal, no dilúvio quase me afoguei,
mas respirei e fiquei aliviado,
quando em outro jardim fui encontrado.
Era o momento mais triste e eu me sentia abandonado,
acreditei numa mentira sem saber que era o pecado.
Vivi entrincheirado, preso e escravizado.
Ouvi a doce voz em oração ter me chamado,
não somente isto, mas por ter-me encontrado.
Relembrei que a pouco tempo ele me tinha falado,
conhecereis a verdade e sereis libertado.
Foram poucas as suas palavras, mas me deixou desconfiado,
acreditei mais na mentira de alguém desacreditado.
Conheci então a verdade, dela me aproximei,
não era tão encantada, mas logo me libertei.
Disse adeus aos meus conflitos, disse à Deus, conheci Cristo,
mas eu nunca pensei no que Ele me falou,
que desde a minha partida, Ele não me abandonou,
sempre me procurou, até que enfim me encontrou,
aceitou meu desafio e por minha causa chegou.
Hoje já sei quem sou, de onde vim e para onde vou,
sei que sou muito fraco, mas a força em mim entrou,
sou objeto do amor daquele que me criou.
Não estou mais sequestrado,
porém, libertado de um fútil procedimento,
Deus pagou o preço do resgate solicitado
enviando um advogado que a minha causa defendeu.
Essa é a verdade que a mentira escondeu,
iludiu a humanidade e nela o homem morreu,
mas Deus trouxe a verdade e com ela a vida nos deu
e daquele homem de outrora um novo homem nasceu.
Dúvidas não mais me cercam, mentiras não me enganam,
sigo o meu caminho junto aos que me amam,
vivo não mais eu, hoje Cristo vive em mim.
Mas o Diabo é persistente e tudo faz para enganar,
desvia o homem do fruto que Deus deseja lhe dar.
Hoje conheço a verdade, mas nem sempre foi assim,
a única certeza que tenho e sei que não terá fim
é que por toda senda percorrida,
Deus e o Diabo estão sempre lutando por mim...

Compartilhar
Zeca Moreira
28/02/2020

  • 0 comentários
  • 17 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados