Site de Poesias

Menu

Soneto Filmográfico para Zé do Caixão


Soneto Filmográfico Para Zé do Caixão
 
A Sina do Aventureiro é pôr
O coração na mira da desrazão:
E praguejar: “Meu destino em Tuas Mãos!”
Num Ritual de Sádicos! E de Terror!
 
Na Estranha Hospedaria dos Prazeres
O aviso à vista: “O Inferno Carnal
Vem num Exorcismo Negro afinal!”
Finis Hominis! O medo dos dizeres...
 
Quando os Deuses Adormecem surgem traumas,
A Perversão sangra na cor de papáver
Delírios de um Anormal sem ver vivalma...
 
Uma versão proscrita de  Nights of the Tavern!
E ao Despertar da Besta mil batem palmas:
“Esta Noite Encarnarei no Teu Cadáver!”

Compartilhar
Jayro Luna
20/02/2020