Site de Poesias

Menu

(En)Trem

Nas engrenagens da vida

Tudo parece veloz

O jeito que tudo se encaixa

Parece ser perfeito para nós.

 

Conforme se dá a partida 

Elas começam rodar,

Lentamente rodar,

As engrenagens da vida.

 

O ciclo começa a correr

E não há mais como parar

E mesmo sem querer,

Não podemos mais voltar.

 

Tudo é uma consequência

Podemos sim planejar

Não há falhas de acordo com a ciência

Mas imprevistos nos forçam a mudar.

 

Nas engrenagens da vida

Viajamos no embalo

Sem esperar dar errado

Mesmo sabendo da lida.

 

Retornar não dá

Parar não dá

Mas sabemos que a próxima estação logo irá chegar

O segredo é não ser desesperar!

 

O mais difícil de ser o viajante

É saber que ele é o maquinista

Que por sua vez também fez o projeto

E desfruta toda essa conquista.

 

As engrenagens da vida são complicadas

Não tão fáceis de conduzir

Nos proporcionam motivos para existir,

E jamais serão aplacadas!

 

Compartilhar
Karine Adriene
09/02/2020

  • 0 comentários
  • 30 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados