Site de Poesias

Menu

PERFUME DA ILUSÃO

[Ilustração não carregada]

 
 


Adentro-me agora na velha Matriz
Onde fiz meu primeiro juramento;
Os nichos e as imagens no momento,
Reabrem-me n!alma velha cicatriz!
 
Então, todo antigo trajeto eu refiz...
Da manhã à noite do sacramento;
Pensava, então, que o nobre sentimento
Fosse prá toda lida a força motriz!
 
Ledo engano. O tempo, senhor da vida,
Recolhe a melhor quimera escondida
Dentro do cofre de um coração!
 
Pouco restou... Nem odor de saudade...
Pois, do amor que pensava eternidade,
Só o perfume de sua ilusão!
 
 Nelson de Medeiros

Compartilhar

C.Itapemirim- 12/2019

Nelson de Medeiros
07/01/2020

  • 1 comentário
  • 33 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados