Site de Poesias

Menu

NA PRAÇA, PENSANDO!

 

Na praça do meu pensamento,
Vivias amada, sorrindo a contento.
Sendo a vida tão fugaz e rara,
Vívidas vidas, são desencontradas!

Aquela praça, é praça das boas,
Lugar calmo, sereno e tranquilo.
Se a vida para vós era tão cara e boa,
Por que a tínheis como um asilo?

Há tantas fontes nesta praça tão bela.
Ruas e pontes que te ligava a ela.
Arvores bailavam despidas, e nuas.
Chorando por tua afável estadela!

Quanto tempo a vida dura durará?
E julgará deste poeta o coração!
Na vida é preciso crer para alcançar.
Usando sempre a nossa mais pura razão.

Compartilhar

Pensando não praça é uma metáfora e também um trocadilho, onde o poeta se empresta de figuras de linguagem enquanto pensa; ao mesmo tempo que te convida juntamente com ele, a pensares! Porto Seguro, 02 de Janeiro 2020

Jeovan A. dos Santos
02/01/2020