Site de Poesias

Menu

Desordem

[Ilustração não carregada]

Tenho andado tão estranha,

Nem me reconheço

Algumas coisas estão fora do lugar

Não se surpreenda se eu te ligar,

Se eu for parar no seu endereço

 

Talvez seja um conflito de emoções,

Uma conspiração dos astros,

O fato,

É que tenho sentido umas vibrações

Uma vontade louca de seguir o seu rastro

 

Está faltando tempero nos meus dias,

Até a inspiração anda distante,

A ansiedade anda me seguindo

Tenho dormido pouco,

Nem televisão ando assistindo

 

O médico disse que é estresse,

Uma cigana afirmou que é magia,

Encanto de reza forte

Nunca mais ganhei no jogo do bicho

Ando brigada até com a sorte

 

Seja lá o que for,

Tem me deixado assim meio perdida,

Sem vontade de muita coisa

Sinto uma dor estranha na alma,

Um gosto de saudade na boca

 

Tenho procurado uma febre

Que incendiava a minha cama,

Aquele desejo insaciável de língua na língua

A coisa aqui nem anda morna,

Nem sei por onde anda aquele "clima"

 

Alguma coisa precisa acontecer

Vou na igreja me benzer,

Buscar mais proteção

Pensei em lhe pedir socorro

Mas acho melhor não.

 

 

Compartilhar
Tatiane Correia Silva - Compositora/Poeta (SALVADOR-BA)
04/11/2019

  • 0 comentários
  • 19 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados