Site de Poesias

Menu

Me Reduzo

Eu fugi!

Eu sempre fujo...

Quando algo parece funcionar bem.

Quando a felicidade chega.

Eu não sei ficar

Eu corro pros Andes, eu me escondo

Os lugares seguros me assustam

A rotina me entristece

E eu só fujo...

Sem um motivo lógico

Sem uma razão aceitável

Nem digo adeus

Só vou...

Pro mais longe que eu puder

A felicidade me assusta

Não aprendi a lidar com isso

Não sei aproveitar

Não sei ser livre

Sei viver por obrigação

Como se fosse um fardo, sem leveza

Quero sempre os desafios, os desacatos

Nada me prende, ainda que eu queira

Eu não fico, eu fujo...

Como uma raposa depois de um tiro

Eu corro e me escondo

Como se fosse a única e melhor opção

Nada me satisfaz

Só quero um pouco mais

Só um pouco mais.

 

 

Compartilhar
Alana Lima
02/11/2019