Site de Poesias

Menu

DIAGRAMÁTICO

 
 
 
Há muito suor num poema...
Transpira-se do ego latente
A imaginação que se sente
Da palavra, o ecossistema.
 
Destila-se do lírico, o tom
Donde a mente menstrua
A inspiração que vem nua
E que é vista no ultrassom.
 
No pensamento há a utopia
Que busca cerzir a anomalia
Do escrever que é sintoma...
 
No dom poético há remelexo
Que configura da poesia, o eixo
E se evita nos versos, o coma!
 
 

 
DE  Ivan de Oliveira Melo

Compartilhar
Ivan de Oliveira Melo
27/10/2019

  • 0 comentários
  • 19 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados