Site de Poesias

Menu

Resistindo Peno

Meu espírito  chora silenciosamente 

Devido ao esforço que há na alma

Em resistir ao desejo que a queima.

 

Um desejo egoísta em satisfazer a mim

Também  a quem devido o qual ele surgiu e se alimenta

E que não se satisfará sem ferir

Exceto nós,  aos outros.

 

Resisto simplesmente por amar demais

Pessoas que estao ligadas a nós

E que não tem nada haver com a paixao.

 

E esse amor se expande, causando em mim

Uma dor igual no meu coração 

Ao que a alma sente.

 

Eu sofro tanto

Estou sofrendo em dobro

Com um coração rompido pelo amor

E com uma alma apaixonada que resistindo pena. 

 

 

Compartilhar
Melina dos Anjos
10/09/2019

  • 0 comentários
  • 29 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados