Sol vai Brilhar


Já perdi a conta de quantas vezes me quebrei
Dentro de mim muitas vezes me aprisionei
Atrás da máscara que criei
Há um coração cansado de sofrer, de fingir o que não é
No fundo me sinto sozinho
Será que alguém me vê?
Tento esconder as marcas da minha dor
Meu coração se tranca, pois, sentimentos o ferem
Aos poucos raios de amor vão curá-lo
No sofrimento nasce a esperança
Na tristeza e fraqueza que somos postos a prova
A razão que nos move nos deixa mais forte
Sangrei na alma e me senti solitário
Toda noite tem começo e fim
O sol vai brilhar para mim

 

Fabiano Teixeira
© Todos os direitos reservados