Site de Poesias

Menu

2 SONETOS de Ialmar Pio Schneider - In Memoriam à saudosa trovadora Gislaine Canales que partiu para o Mundo Espiritual onde estará fazendo seus versos para Deus juntos aos anjos e santos e trovadoras e trovadores que lá estão na Contemplação Divina.

 

 
 
SONETO
 
Ialmar Pio Schneider
 
 
Era nublado o dia, na manhã
Em que pensava em ti, mirando o rio,
Como se fosses rúbida maçã
A despertar-me o amor horas a fio...
 
Queria te esquecer e neste afã
Sentia em meu viver um calafrio,
Porquanto és linda, esplêndida, louçã,
E assim deixavas-me pensar, sombrio...
 
Depois caiu a tarde, desce a noite
No descampado que diviso ao longe
E sinto uma tristeza qual açoite
 
A castigar-me embalde, é um cilício
Que me tortura que nem fosse um monge,
Aceitando o castigo em sacrifício...
 
Tristeza, Porto Alegre, RS, 18.06.2010
Às 20h.
 
 
SONETO PARA GISLAINE CANALES – a trovadora do mar
 
Ialmar Pio Schneider
 
As trovas lindas que compõe Gislaine,
Mostra-a romântica pelo esplendor,
Lembram Paisagens Tristes de Verlaine,
Concebidas nos sonhos e no amor...
 
Nesta simples visão de trovador,
Modesto, por sinal, que ora se explane
Meu ideal de velho sonhador,
E seu cantar minha tristeza amaine...
 
Leio as cantigas, sinto a trovadora
Evocar seus anseios de amplidão
Para poder ao longe se espraiar...
 
Mas, com certeza, tão feliz não fora,
Se a trova não fizesse de oração,
Quando verseja contemplando o mar !
 
 
Porto Alegre, RS, Tristeza, 14/06/2010
Às 9h37min.
 

 

Compartilhar
Ialmar Pio
11/06/2019