Site de Poesias

Menu

Igrejinha

A luz atravessou a vidraça translúcida de vidros azuis, as paredes caiadas da pequenina Igrejinha apresentavam um tom cobalto bem sutil, no altar bem simples e singelo, adornado com tom amarelo, lembravam a riqueza que outrora abundava e agora não  mas se vê. Pequenina Igrejinha tão simples e tão singela, deixa que o sol invada seu altar tão simples e tão nobre, deixe que projete em suas paredes caiadas todo o amor que vem de Deus. Abra sua pequenina porta modesta, deixe que o povo venha para a missa de domingo, e deixe que vejam o anfitrião de sorriso largo no altar os receber. 

Compartilhar
Cesar Garcez
29/05/2019

  • 0 comentários
  • 110 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados