Site de Poesias

Menu

CANTO INICIAL - soneto de Ialmar Pio


CANTO INICIAL

Ialmar Pio Schneider 

Canto, voz modulada com saudade,
Pra ter consolação!
Pranto, voz que nos chama à soledade
Para meditação!

Deslizai pranto meu por caridade,
Correi lavando o chão.
Cantai, meu peito, um hino à eternidade;
Rezai uma oração.

Talvez assim, me esqueça deste mundo,
E peça a Deus perdão.
Talvez assim, o meu sofrer profundo,

Me deixe p´r´um momento o coração,
Que pulsa, bem no fundo
Do peito, murmurando uma canção.

F I M

Ialmar Schneider - Agosto - Getúlio Vargas - 1959

 

 

Compartilhar
Ialmar Pio
23/05/2019