Site de Poesias

Menu

Soneto de Ialmar Pio = POESIA


P O E S I A
 
                                               Ialmar Pio Schneider
 
         Como eu te amo, Poesia, em todos os momentos
         desta minha existência atribulada ou calma,
         e te sinto chegar quando sopram os ventos
         da inspiração feliz, envolvendo-me a alma...
 
         Vens no calor do Sol ou no clarão da Lua,
         e te abraço sorrindo e às vezes soluçando,
         tendo a impressão febril de estreitar toda nua
         a mulher desejada em que vivo pensando...
 
E sonho que aconteça a nossa união, um dia,
Para concretizar o verdadeiro idílio,
Só na imaginação, vivendo em fantasia...
 
Quero ter a certeza em ter você comigo,
Nos momentos cruciais, cheia de encanto e brilho,
Deixando de viver a aflição de um castigo...
 
Tristeza, Porto Alegre, RS, 1º.06.2010
Às 18h46min.

Compartilhar
Ialmar Pio
16/04/2019