Site de Poesias

Menu

Oh baby

como te amo

 

Não saberei dizer um poema

quando velho (for)

talvez dance um forró ocasional

olhando de longe

meus 22 anos

meia dúzia de juventudes

terão ido descansar

e sentirei saudades sem chorar

Todavia existirão mais alguns frutos

filhos de algumas paixões

para passar a mão na minha testa

 

mãos no bolso

nenhuma cicatriz

quem sabe na alma

porém tudo apaga

as marcas de madrugada

 

Oh baby - como te amo

 

Poderei amar-te tanto

quando velho (for)?

(1985)

Compartilhar
Geovani Bohi Goulart
12/04/2019

  • 0 comentários
  • 26 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados