Site de Poesias

Menu

Os cheiros

 
No ponto de ônibus senti cheiros diversos
Desde as sacolas cheias de rúculas
Que me remeteu ao primeiro ano de faculdade, onde comi rúcula com alho, entre risadas de amigos queridos
Até a um cheiro de uma senhora que me remeteu a infância
Porém, não soube identificar aquele específico cheiro 
Só sei que aonde vou os cheiros tocam a minha memória
De várias épocas, de tempos bons
Tem cheiros diversos
Dos bons aos ruins
Exalando de pessoas, coisas ou lugares
Tudo tem uma história
Das pessoas, mostram os seus hábitos, o seu dia
Os ruins podem vir de uma pessoa que está finalizando o seu turno de trabalho
Os bons podem vir do começo de uma jornada
Não se sabe, cada um carrega em seus cheiros uma trajetória
Os cheiros das coisas explodem em minha boca e toca minha mente
Me da fome do passado
Os cheiros dos lugares me traz a curiosidade, aguça o olhar
E assim eu ando pela cidade com o olfato em alerta
Com os olhos míopes
Mas em sentinela
São os cheiros diversos a me tocar

 

Compartilhar

Adoro rúcula rs Botucatu - São Paulo

Marcela Hebeler Barbosa
09/04/2019

  • 0 comentários
  • 36 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados