Site de Poesias

Menu

Visão

O tempo de repente se virou para olhar para trás, não se admirou, não ficou surpreso, nem tão pouco ficou emocionado, simplesmente assistiu seu passar, seu caminhar. A cada cena que via, a cada experiência que viveu, a cada conquista e também a cada perda… Ah! As perdas que tanto nos consomem, que tanto nos fazem sofrer, para não chorar mudou sua perspectiva e passou a observar as alegrias; as vitórias, as comemorações, assistiu seu nascimento, sua infância, sua adolescência e viu sua juventude ir amadurecendo até se transforma em um simpático velhinho, agora voltou sua visão para frente, se focou no futuro mesmo que o futuro seja breve, assim mesmo seguiu em frente.

Compartilhar
Cesar Garcez
31/03/2019

  • 0 comentários
  • 27 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados