Site de Poesias

Menu

QUE A POESIA INSPIRE PAZ

QUE A POESIA INSPIRE PAZ

Assim como os médicos palhaços
Que divertem doentes e crianças
Os poeta não precisam poetar dor
Não precisam sofrer e estar triste
Para em lágrimas se sentir criativo

Não precisamos ter só saudade.
Não é preciso ter motivo algum
Que nos leve à fronte lacrimejar
Nem ter nenhuma grande euforia
que só nos faça de alegria chorar

Não há necessidade de mágoas
Muito menos de amores partidos
Que nos acordam na madrugada
Que seja só o fato de ir em frente
A olhar diferente o mesmo caminho

Que nesta caminhada saindo de casa
Vejamos na calçada qualquer grama
No mato interposto toda pequenina flor
No alto das árvores veja a todo sabiá
Que canta alegre mesmo entre tijolos
Longe das suas matas já inexistentes

Veja qualquer raio de sol entre nuvens
Uma borboleta que no seu voo inspira
Pois da natureza tudo vibra no presente
Nela não tem passado só o ir em frente

Que assim sigamos esquecendo dores
Pois na janela vemos a chuva escorrer
Que sejam estes os motivos da poesia
Que nos batem à porta para novo viver 

Não precisamos ir à Paris ou Grécia
Nem a nenhum  outro especial país
Pois o sentir vai junto nos corações
Que a viagem não seja contra dores

Não sejamos tão grandes sofredores,
Ficando a mente e o coração sombrios
Pois sombras são boas para repouso
Assim como da tristeza que surja luz

Chute os baldes e a tudo para o alto
Quando nescessário para se libertar
Mas não se deixe ficar emaranhado
Em labirintos que só afastam tua paz

Que nenhuma grande decepção
Te escureça todas as esperanças
Destas todos temos nossa quota
Que com as vivências vão diminuir
Desde que mudemos nosso sentir

Na vida não há nenhuma loteria
Cada dia lento pode nos padecer
A vida parece só ir se arrastando
Mas prefira transmitir só sorriso
Uma pequena alegria a alguém
Já é uma semente que fará bem

Que sejamos mui criativos na poesia
Poetando do que está a nossa volta
E não só do que está surgindo em nós
Principalmente senão de melhor sorte
Pois o que está ali só será transitório
Se formos plantando flores pelo redor

Que buzina de carro nem apito de trem.
Desligue o 'nosso eu'  e como Galileu
Veja que o mundo não rodeia nosso ser
Mas aspire uma estrela que nos conforte

Que o mundo não se vire para nos ver
E sim olhe para onde estamos olhando
E com certeza estarás fazendo um bem.
Todos anseiam a algo que os faça ir além

"A felicidade é muito fácil de ser obtida do que tantos imaginam. A humanidade só tem de conhecer, antes de mais nada, as leis que residem na Criação. Se viver de acordo com elas, terá de se tornar feliz". Abdruschin em  “Na Luz da Verdade” – graal.org.br

Compartilhar
HSERPA
24/03/2019

  • 0 comentários
  • 25 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados