Site de Poesias

Menu

OLHAR DE JADE!

Divinos olhos grandes da cor de jade,
Olente cheiro de ser, fêmea que inebria!
Perfeito são os teus lábios ornados e produzidos,
Por tua boca sensual que sem palavras, dizia.

O refletir que reluz dos verdes dos teus olhos,
traduz o elevo a uma convidada e ardente paixão!
Trejeitos lânguidos pelas ruas são teus antolhos.
Esvelto corpo de deusa, em assaz perfeição.

Predicadas fragrâncias flagrantes do teu perfume.
Que por graça a Natureza, a ti oferendou!
Formoso corpo rígido esbelto em seu prumo,
Que os céus em perfeita sintonia te consagrou.

Olorosa, desejada te sentes, a todo o momento.
Impulsiva e revestida da mais rara e atípica beleza!
Nada te foi dado sem o basilar do consentimento,
Daquele que por tua alma, infinitamente, te amou!

 

Compartilhar

(Poesia protegida por lei se fizer uso, favor dar os créditos ao autor. Jeovan A. Dos Santos. Poema Sob licença creative commons. Você pode distribuir este poema, desde que: Atribua créditos ao seu autor. Distribua-o sob essa mesma licença.

Em 09/03/2019. Porto Seguro, Bahia, Brazil

Jeovan A. dos Santos
19/03/2019