Site de Poesias

Menu

Partida

 

Hoje, senti sua ausência, 

no vazio de nossa cama...

Sabe o sabiá laranjeira? Aquele mesmo!

Hoje não veio cantar no jardim.

 

A chuva que caiu por toda a noite, 

Deixava um som de tristeza no ar...

Um misto de nostalgia, saudade mesmo,

daquela que dói...dói fundo!

 

O dia amanheceu nublado, 

assim, como minhas esperanças.

Até mesmo a nossa música, 

não parecia a mesma. Não a senti como antes.

 

O café esfriou na xícara,

a notícia não foi ouvida...

As teclas do piano, 

ficaram imóveis... mudas...

 

Hoje não cantei debaixo do chuveiro

Com aquele jeito debochado de desejar: Bom Dia!

Me vi andando a esmo pela casa

Talvez procurando...

 

Não sei se dormi, 

Nem ao menos sei que horas são...

Nao sei o que fazer, onde ir...

Ou como me esconder dessa realidade.

 

No meu respirar, 

Sinto ainda o perfume do seu.

Em minha boca, 

sinto ainda o seu sabor.

E meus braços cruzados sobre o peito, 

Ainda sentem o aconchego de nosso último abraço...

 

Compartilhar

Será que precisamos viver uma separação, para aprendermos a dimensionar o tamanho de nosso amor? São Paulo, 13 de março de 2019


13/03/2019

  • 0 comentários
  • 25 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados