Site de Poesias

Menu

ÀS MULHERES

ESTIVE A ESCUTAR O VENTO

PEDIU PARA DEDILHAR UMAS PALAVRAS

QUE DETRÁS DE CADA INSTANTE

VEM MULHERES

EMPODERADAS

DESEJADAS

COBIÇADAS

NEM TODAS AMADAS

ALGUMAS JUDIADAS

E AINDA COCHICHOU

TOME CUIDADO

NÃO A MOLESTEM

SÃO RESOLVIDAS

VIVIDAS

A PROCURAR SOLUÇÕES

JUNTO VEIO A BRISA

FIQUEI TEMEROSO

CABREIRO

ESCUTEI OS SEUS PISARES

FIRMES

NEM TÃO LEVES

NEM TÃO DUROS

E VI MULTIDÃO

EM DIA

BRADOS

GRITAVAM

ESBRAVEJAVAM

COM VOZES RELEVANTES

E MESMO ASSIM

NÃO INCOMODAVAM AO ESCUTAR

CHEGARAM

IMPACIENTES

COM AS TANTAS  ATROCIDADES

EXALANDO HÁLITOS

QUE ME ANESTENSIOU

FIQUEI ASSIM

TONTO

SEM AÇÃO

CONVENCIDO

QUE O CAMINHO TRILHADO

AINDA ESTÁ A NEGOCIAR

A ARRUMAR

A TRABALHAR

E HOJE NÃO TEM COMO

DORAVANTE FOSSE NO MUNDO

PODEREMOS ANEXAR À GRAMÁTICA

E UM NOVO VERBO A INCLUIR

CONJUGADO EM TODOS OS TEMPOS

PASSADO

PRESENTE

FUTURO

O VERBO

MULHERAR.

 

 

 

Compartilhar

E ASSIM VAI... LEMBRO-ME DE MINHA MÃE, MULHER GUERREIRA QUE EM SUAS ENTRANHAS GEROU 13 FILHOS. ELEVO O MEU DEDILHAR A TANTAS MULHERES QUE CARREGAM EM SEUS VENTRES POTÊNCIA DE UM MUNDO MELHOR. PENA QUE O MUNDO NÃO ENTENDE, NÃO PERCEBE. É NECESSÁRIO VER QUE É PRECISO OPORTUNIZAR CUIDADOS MAIORES COM TODAS AS MULHERES. Em casa em São Joaquim de Bicas.Madrugada. Dia Internacional da Mulher.

Onivid ed Ortsac Saiuqalam
08/03/2019