Site de Poesias

Menu

Gueto de Varsóvia Brasileiro

 
 
Crianças magras e negras,
Rostinhos assustados,
Olhares cheios de medo,
Enquanto uma policial
Prendia os seus cabelos
Em um penteado
Como o que minha avó usava.
Logo após gritos de: SENTIDO!
Na parede
O rosto de Paulo Freire em grafite.
 
Será que elas cantam,
Dançam e ouvem histórias?
Será que dão asas às suas fantasias?
Ou isso é direito das crianças brancas e ricas
Do outro lado do muro?
 
Qual será o valor transmitido
Por coques e gritos de sentido
Para formar a personalidade dessas crianças?
 
Não consigo esquecer o olhar amedrontado
Das meninas negras e magras
Do Gueto de Varsóvia Brasileiro...

Compartilhar
Nair Damasceno
01/03/2019

  • 0 comentários
  • 51 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados