Site de Poesias

Menu

Drenar

Sanguessugas drenando a força vital

De um país inteiro. Não conhecem a realidade,

Mas sugerem medidas e não se importam, em verdade,

Com o que se passa ou passará com o povo, afinal.

 

Roubam, mentem, dilapidam, vendem e lucram...

Às custas da população e da pátria, mas a culpa não é deles:

É dos habitantes que chupam o estado, e eles,

Quanto mais batalham, mais chucram...

 

Impõem leis absurdas, dignas da mais suprema burrice.

Anacrônicas e estúpidas, mas há tolos que as defendam

No ápice de uma anticiência resultante de tanta ignorância...

 

Ninguém luta, ninguém crê... Permanece a canalhice.

Vão engordando a drenar a tudo e todos e não se rendam -

Posto que serão inocentados em primeira ou última instância!...

Compartilhar
Thiago da Silva Carbone
26/02/2019