Site de Poesias

Menu

Diagnostico.

 
Todos os dias eu levanto muito cedo
Para o dia poder aproveitar mais, mas,
Olho pro mundo e ele está mais triste.
Cada manhã nem sempre é igual.
Todas as tardes o sol se pões no mesmo lugar
E os meus caminhos nunca vão dar na mesma direção
Tudo está ficando tão inóspito, sem cor e sem nenhum sabor.
O sol está s se rebelando, as marés enfurecidas invadem as casas
E os vulcões cuspindo fogo interrompem um ciclo de vida,
Deixando rastros de imensa destruição.
Estes fatos não são previsões que se vê numa carta de baralho,
Nem numa bola de cristal, é tudo obra do próprio homem
Que esta sujando nosso quintal. Eu posso está até exagerando
Mas, não coloco minha mão fogo, porque sei que eu vou me queimar.
Enquanto em outras partes do mundo estamos vendo a vida congelar.
O homem é o seu próprio algoz, se perde num rio de lama que chega em sua foz.
Penso que um dia isso tudo possa mudar, mas não vejo nenhuma solução
Que possa trazer de volta a nossa tão sonhada evolução.




 J.A.Botacini.

 

Compartilhar
Jose Aparecido Botacini
12/02/2019

  • 10 comentários
  • 198 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados