Site de Poesias

Menu

Lembranças de chuva

 


O frio afora

Impera, embora

Dentro dela

O coração padece


A janela agora

Espelha, outrora

Dentro dela 

Saudade aparece


Um raio chocante

a toca, memória! 

Dentro dela

Está inquietante


Um fato distante

No escuro, história

Dentro dela

A revela vacilante


O vento batendo 

Na porta, nem nota

Dentro dela

Há algo morrendo



E o peito ardendo

De dor, exposta

Dentro dela

Há dores vivendo

Compartilhar
Rodrigo Ferreira Santos
08/02/2019