Site de Poesias

Menu

Os pensamentos

Eu passo veloz pelo asfalto quente

Olho as pessoas com bocas cerradas 

Mas os pensamentos transparecem em seus rostos

Olhos de solidão, tristeza, alegria...

Perdidos em si

Passo ao lado de um carro

Uma mulher dirige rápido 

Óculos escuros, uma mão ao volante a outra mão sobre o queixo 

Perdida em pensamentos diante dos vários carros e motos que a ultrapassam

Tão rápidos, porém mais lentos que o seu pensar

São tantos os pensamentos que, às vezes, apoiamos a cabeça nas mãos 

Como a mulher do carro branco

Para tudo suportar

Os pensamentos vem como enxurrada 

Principalmente quando os olhos se põem a transbordar 

Então escondemos o olhar

Como a mulher do rápido carro branco a me ultrapassar 

No entanto, o corpo reflete que os pensamentos estão presentes

Sempre difíceis de controlar

Quem consegue parar de pensar? 

Quanto mais o corpo se mexe

Os olhos vão a captar o ambiente para num relaxar

Tudo saltar

É a memória 

Sempre a trabalhar

Dela não podemos escapar

Quem sabe com os anos

Porém, novos pensamentos vão se colocar

Mais velozes que os carros a nos ultrapassar 

No asfalto quente dessa estação

Um Sol forte que nos queima a pele 

Como os pensamentos que nos tocam

Abençoa ou nos amaldiçoa 

O bom é sim enfrentar

Porque eles sempre estarão lá 

Como esse Sol

Que às vezes atordoa

A mente em quanto o corpo respirar

não para de funcionar

 

 

 

Compartilhar

Botucatu - São Paulo

Marcela Hebeler Barbosa
20/01/2019

  • 0 comentários
  • 46 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados