Site de Poesias

Menu

Um pedido a mais

 
Vejam,
Inventamos tantas distâncias
E lentamente as palavras dóceis vão morrendo
Entrelaçadas aos pés da serra
E suas frias neblinas
 
E não vemos,
Simplesmente os olhos pretendem ficar mergulhados
Nas armadinhas que nossos medos inventaram
Enquanto o Amanhã nos mostra em seu retrovisor
Cada quilometro já perdido
 
Vê?
Os preços remarcados que nos inventam?
Quando loucos não formos mais, pagaremos apenas pelo infinito
Não venderemos mais nossos sonhos em prateleiras
Nesta imperceptível promoção que lhe chamam de vida
 
Sem podermos ver,
Criamos vertigens que hoje só nos cegam 
E dito livres, esperamos pela condicional ao qual sentenciamos nosso coração
De quem constrói um muro infinito e não sabe aonde acaba
Mas és aqui vossa morada,
Dona Liberdade
Mal conjugada.

Compartilhar
Professor Jedson
14/01/2019

  • 0 comentários
  • 12 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados