Site de Poesias

Menu

Primavera

 
No silente espaço entre uma flor e outra
A leve brisa murmura pelo jardim colorido
Canções de aromas e cores do arco-íris.
As borboletas surgem no romper da aurora
Trazendo para as manhãs, luz e vida.
Os raios de sol rompem a neblina
E no cume das montanhas o céu toca as arvores
Como uma mão que acaricia o rosto da natureza. .
E os pássaros sobrevoam seus ninhos
Como guardiões de suas pequenas proles
Que ensaiam pequenos voos para a liberdade.  
A boca escancarada do dia revela a exuberante beleza
do córrego que alimenta o chão que ainda cheira primavera.
 
 
J.A.Botacini.

 

Compartilhar
Jose Aparecido Botacini
10/01/2019

  • 6 comentários
  • 61 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados