Site de Poesias

Menu

Sanctus Emidius


Sanctus Emidius
 
Surgindo do centro do planeta, com estrondosa fúria
O fogo interno, o rugido Vulcano, estremece a Terra
Das entranhas escuras fumegantes línguas vociferam
E tudo em volta e por sobre se arruína ruidosamente...
A estátua de Santo Emidio, ali, em Catânia, Sicília,
Da Igreja de Santa Maria do Carmelo, caída ao chão,
Ergue o braço e solicita aos céus, proteção...
O Etna fumegante e imperioso proclama a destruição!
E faz estremecer a fé nos fiéis de toda cúria...
Mas, a estátua ainda que deitada, não destoa nem erra,
Seu gesto petrificado não é de derrota, mas é um sinal aos que esperam
E na esperança, porém, cuidam, agem, se defendem arduamente...
A estátua de Santo Emidio, ali, em Catânia, Sicília,
Da Igreja de Santa Maria do Carmelo, ergue sua mão,
E como protetor contra os terremotos, mostra a ação
Restaurada na Fé, que é a da reconstrução!
.......................................................
Como vindo esta fúria do fundo da terra, infernal, qual um fogo de 15 Diabos,
Deixando atônito 22 loucos errantes pelas ruas...
Mas Emidio, resistente como quando derrubara a estátua de Esculápio
E sem largar o livro, se renova o caminho pelas mãos tuas...

Compartilhar
Jayro Luna
31/12/2018