Site de Poesias

Menu

QUEM SERÁ?

 
 
 
 
 
Tanto fez como tanto faz,
Fala que fala e faz tão pouco,
Falar-se-ia que é meio louco,
Porque usa a língua e fala demais.
 
Tete a tete com seu povo,
Diz-se arma e não é armadura
E a violência campeia, até perdura
Perante um cenário onde nada é novo.
 
Faz promessas saboreando a demagogia,
De tudo fala e impõe a apologia
Como tema excêntrico de discriminação...
 
Tanto faz como tanto ainda não fez,
Então mal assessorado e sem polidez
Usa da palavra para falar em canhão!
 
 
DE  Ivan de Oliveira Melo

 
 
 

Compartilhar
Ivan de Oliveira Melo
26/12/2018

  • 0 comentários
  • 16 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados