Site de Poesias

Menu

REFLEXÃO

 
                          REFLEXÃO
 
As lagrimas que sai dos meus olhos,
Pela face vão rolando,
Caem despercebidas no meio da multidão
 Meu coração fica tremulo,
A minha voz embarga quase apagando.
São lágrimas solidarias de dor e  sofrimento.
Nesta data festiva onde famílias se encontram,
O  aniversariante é lembrado as vezes  por momento.
São  mesas tão fartas,
E tantos passando fome,
Vezes dormindo ao relento.
Não sem tem a quem recorrerem,
São muitos os sofrimentos.
Pais chorando  triste por não poderem dar
O necessário aos filhos,  para   alimentar.
Sem recurso, outros  doente sem trabalho.
Nesta data festiva, vejo efusivos abraços.
Ouço gargalhadas festiva  felizes e despreocupadas,
Que sejamos abençoados,
 pelo filho do criador.
Que tenhamos muita  paz, saúde, fraternidade e amor.
O! senhor de amor e bondade,
Rogo-lhe com todo fervor.
Fortaleça nossas fraquezas.
Abra nossos olhos para  o amor.
Dei-nos a sensibilidade
De sentir ouvir e falar
Pregar e fazer a sua justiça,
E ao seu lado caminhar.
Poder todos os dias do ano
Nossos irmãos abraçar.
Acabar com as diferenças e indiferenças
Que todos aprendamos amar.
 
        Valdir.                               Udi,  24/12/2018

 

Compartilhar
VALDIR A. SILVA
25/12/2018