Site de Poesias

Menu

A FINALIDADE DA VIDA: SERMOS FELIZES E SÓ TEM UM CAMINHO.

A FINALIDADE DA VIDA: SERMOS FELIZES E SÓ TEM UM CAMINHO.

E passa por reencontrarmos a saída do meio de todos os desencontros e entulhos com que sobrecarregamos a nossa alma.

E o lugar onde temos que procurar o caminho que nos leve de volta para a felicidade é ali, dentro do nosso íntimo, e por isso muitos mantem a paz interior mesmo no meio de guerras ou aflições, e muitos sabemos como é tortuoso, obscuro e confuso tudo o que tem ali, e por isso a necessidade desta procura e limpeza.

Então a chamada purificação está em nos livrarmos dos entulhos ali colocados ao longo do tempo, e que não se iniciou quando viemos para este mundo. Então é certo dizer que a alma em estado natural é cristalina e nós é que a entulhamos de coisas que nos vão fazer sofrer, pois perdemos o discernimento cristalina das coisas quando visto de forma distorcida pelos nossos medos, nossa vaidade, nossa avareza, nossa desconfiança, nossa ânsia por coisas materiais e imateriais.

"Conservai puro o foco dos vossos pensamentos, com isso estabelecereis a paz e sereis felizes" já nos diz Abdruschin em sua Mensagem do Graal "Na Luz da Verdade", e que também nos ensina de como nos livrarmos desses entulhos, pois sem esclarecimentos é muito mais difícil.

O íntimo da maioria de nós se tornou um labirinto onde é difícil achar a saída, e procurar a felicidade passa pela procura de clareza nos sentimentos que surgem ali e dos pensamentos que os insuflam, e nos insuflam para este ou aquele tipo de sentir.

E é este sentir que dirige a nossa vida, pois a felicidade é como o pote de ouro no final do arco-íris, todos nós nos maravilhamos nesta possibilidade e devemos nos estimular a caminhar, mas a caminhada não terá fim, pois não tem fim a nossa jornada, assim como não tem fim o arco-íris, quando vamos chegando perto ele vai se distanciando, ou sumindo, assim como a felicidade, só que neste caso há um fim real, depois do último entulho, assim como era no início da nossa existência da qual faz parte esta atual vida terrena.

Este pote de ouro nós sentimos intuitivamente que não se trata de um valor monetário, sentimos que é algo bem maior do que o próprio ouro, é algo que nos encanta pela sua magia.

A felicidade devemos coloca-la como objetivo e seguir o caminho mesmo sabendo que é um pote de ouro quase inalcançável nesta vida, mas o caminho é real e tornar este caminho cada vez mais luminoso, mais florido, com mais encanto, é que vai torna-lo tão bonito e gostoso que vamos esquecer que possa existir mesmo o tal pote no seu fim, ou mesmo não vamos mais querer que este caminho termine.

Pois nós não vamos mais querer que ele tenha fim, pois a própria caminhada vai nos trazer tanta alegria que não vamos querer terminar de dar passos para fora destes entulhos todos.

E do nada, na própria caminhada, teremos encontrado a felicidade e vamos ver que ela é bem simples, e que bastou apenas limpar a sujeira em que a soterramos.
 
"Não é o lugar em que nos encontramos nem as exterioridades que tornam as pessoas felizes; a felicidade provém do íntimo, daquilo que o ser humano sente dentro de si mesmo” já nos dizia a sabia escritora Roselis von Sass – www.graal.org.br

Compartilhar
HSERPA
25/12/2018

  • 0 comentários
  • 26 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados