Site de Poesias

Menu

O INFINITO DO AMOR


O INFINITO DO AMOR

Horizontes se ampliam
Infinitos se aproximam
Os espaços se superam
Os vácuos se anuviam

Os corpos se neutralizam
Em astros que se apagam
Em noites que se iluminam
Com as estrelas que não caem

Mas dentro do meu quarto
teus olhos me conduzem
teu sorriso me engrandece
Tua emoção me esclarece

Teus cabelos me afagam
Teu corpo me aquece
Tua respiração me dá vida
E minha alma adormece

"A joia brilha na mão calosa, suja de suor e de terra, de modo muito mais puro, mais intenso, do que nos dedos bem tratados de um ocioso, que passa seu tempo terreno apenas em contemplações." Abdruschin em Na Luz da Verdade -
graal.org.br

Compartilhar
HSERPA
13/12/2018

  • 0 comentários
  • 48 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados