Site de Poesias

Menu

SONETO de IALMAR PIO SCHNEIDER

 


 
SONETO - em 27.6.2010 - Porto Alegre - RS

Será que ela virá? Onde estaria,
quando pensando nela, tristemente,
eu me deixo a ficar, no claro dia,
como se tudo fosse indiferente?!

Sem este pensamento o que seria
de minha vida agora inconsequente,
buscando procurar na fantasia
alguém que me conforte ternamente?

Por isto, vivo e sonho com saudade
do amor que alimentei na mocidade
que alguém me suscitava outrora alguém!

Preciso me livrar desta quimera,
pois a que amava já não sei quem era
e parece que não amei ninguém!

IALMAR PIO SCHNEIDER

 
 
 
 

Compartilhar
Ialmar Pio
10/12/2018

  • 0 comentários
  • 20 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados