Site de Poesias

Menu

Ímã

não sou um ímã de metais

sou um ímã de seres humanos

que querem aliviar seus prantos

 

para cada um

tenho um lenço no bolso

um olhar bondoso

um sorriso estimulante

 

sorriso agora metálico 

assim não ando a sorrir tanto

tudo isso sempre que saio e sento em algum canto

 

uma idosa percebeu meu olhar vago hoje

quase morto 

nas consultas extras da quarta-feira

meu tossir e lacrimejar

pronto, se pois a falar 

 

falou dos joelhos que doem tanto

o direito é o pior, lembro me bem

ela não parava de apontar

praticamente não lhe serve mais

 

conta das duas duras e benditas injeções

falou de seus nomes científicos e longos 

com um olhar sério dizendo de o quanto que eram um santo remédio 

 

enquanto isso, estranhamente

respondo por balanços desanimados de cabeça

e olhos de tristeza

ali de repente me desconheço 

 

nesse dia não estou disposta

perdi a voz 

a tosse é nervosa

é o que me sacode na cadeira de plástico preta

 

e quando a idosa toma fôlego indo para mais observações

de doenças, sobre a filha e sobre a demora de se ser atendido

nego lhe meus ouvidos

por segundos e

...

meu nome no alto falante

...

interrompo a idosa com um gesto repentino

um breve olhar

e me vou sem piscar

 

somente hoje

pulo como em um trampolim

para escapar daquela conversação

 

realmente não era um bom dia 

não tinha lenços

nem bolsos

olhares

sorrisos

era um dia daqueles

 

porém o ímã sempre a funcionar 

sem esforço precisar realizar

 

no fim

cada qual seguiu seu caminho

com suas mazelas

ela pareceu nada notar

ou mesmo se importar

...

e assim

ela com um monte de remédios

suas dores

sua já tão longa caminhada

de joelho tão gasto

 

uns minutos de companhia

no plantão da enfermaria

 

com uma estranha

que é ímã

 

contudo essa estranha

sempre com uma eterna 

solidão a rondar

 

porque ainda não percebeu

que quem nasceu para ímã 

da mazela da solidão não padecerá

 

 

Compartilhar

um acontecimento real Botucatu - São Paulo

Marcela Hebeler Barbosa
29/11/2018

  • 1 comentário
  • 27 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados