Site de Poesias

Menu

FLORES DA MINHA PRIMAVERA - MARGARIDA

 
ODES A MARGARIDA
( de Madalena Ferrante Pizzatto )
 
 
Singela e silenciosa, 
a pequena margarida 
floresce ao lado do muro,
também nas campinas sem fim.
Vive sem os espinhos,
inocente, indefesa e pura.
Sem cisma, espera seu amor,
“o bem me quer ou mal me quer-
o bem me quer ou mal me quer”.
Na incerteza de um talvez, 
o seu sonho se calou…
Ela reclina suas pétalas,
revela dor - é sua sina! -
Na lida da vida:  abre o sorriso. 
 

 

Compartilhar
Madalena
24/10/2018