Site de Poesias

Menu

Alvoroço

Foi chegando de mansinho

E feito um passarinho

Construiu seu ninho

Dentro do meu coração

 

Entrou na minha vida

Fez um alvoroço

Revirou minha poesia

Iluminou minha canção

 

Foi tecendo, fio a fio

O seu bordado feito um laço

Ensinando, passo a passo

A acabar com a solidão

 

Tudo faz sentido

Quando você está por perto

Canto no compasso certo

Nosso amor nesse refrão

 

Você é gota de orvalho

É água que mata a sede

É relva que nasce verde

É chuva que encharca o chão

 

É sensação verdadeira

Carinho pra a vida inteira

É muito mais que desejo

É muito mais que paixão

 

Compartilhar

Poema em parceria com o amigo-irmão Paulinho Boca de Cantor. SSA, junho/2018

Silvestre Sobrinho
22/10/2018

  • 0 comentários
  • 43 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados