Site de Poesias

Menu

O espinho

era uma menina sem medo comia todos os tipos de peixe

era pequenina ninguém lhe tinha apresentado o medo

então, todas as maneiras de se fazer peixe lhe eram bem vindas

ensopado, frito, assado com queijo, filé ou não tudo ia guela a dentro 

até que certo dia ela cresceu

de pequenina

uma moça 

e seu pai um dia todo sorridente lhe contou essa história da menina pequenina que ela foi um dia que de todos os peixes gostava seu paladar

mas contou algo que fechou sua garganta e o medo enfim lhe foi apresentado

com uns 5 anos 

comendo um peixe bem preparado

um espinho desceu sua garganta e lá se prendeu

a pequenina engasgou mas o pai por fim a socorreu

mas não lembrava desse fato

até a história ser contada e por fim

ao medo se rendeu

e só peixes sem espinhos no seu futuro 

comeu

 

 

Compartilhar

essa é uma narrativa da minha vida, não como peixes com espinhos. Nunca. Botucatu - São Paulo

Marcela Hebeler Barbosa
09/10/2018

  • 0 comentários
  • 21 visualizações neste mês
  • © Todos os direitos reservados